5 prós e contras de estudar inglês em casa ou fazer intercâmbio

Fazer intercâmbio na Austrália para estudar inglês é uma possibilidade que te agrada? Entretanto, você sabe de pessoas que aprenderam inglês sem nunca sair do Brasil e aí surge a dúvida se realmente vale a pena investir em estudar fora?

A decisão é sua, mas a gente pode te ajudar e, para isso, reunimos alguns prós e contras de ambas as opções.

Continue lendo para saber mais detalhes.

CLAREZA DE OBJETIVOS

Chamar um novo país de lar para vivenciar um período de estudos exige pesquisa, planejamento, investimento, muita vontade, coragem e disposição. É preciso saber claramente quais são os resultados que se quer alcançar – tanto a curto quanto a médio prazo – na hora de decidir entre fazer a imersão linguística em casa ou em um país de língua inglesa.

E exige muita comparação e analise também! Seja em termos de custo-benefício, do ganho de aprendizado em determinado tempo, das vantagens do aprendizado pela internet, das horas necessárias de estudo e conversação para se chegar à fluência, entre muitas outras questões.

Listamos cinco quesitos a serem considerados e pesquisamos algumas vantagens e desvantagens, a fim de te ajudar a tirar suas conclusões. Bora lá?

1. Frequência do inglês no dia a dia 

Intercâmbio: você necessariamente tem que falar inglês em vários momentos, seja para comprar alguma coisa, pedir informação, se comunicar com seus colegas de outras nacionalidades, fazer qualquer tipo de agendamento, fazer ligações, participar de entrevista de emprego etc. 

Estudar no próprio país: você fala inglês geralmente apenas durante as aulas, a menos que frequente algum grupo de conversação externo.

2. Investimento financeiro

Intercâmbio: neste conteúdo aqui a gente apresentou os tipos de despesas que você deve considerar no seu planejamento financeiro. E saiba que no intercâmbio para estudar inglês na Austrália, você irá pagar por, no mínimo, 20 horas semanais de aulas, ministradas geralmente de segunda a sexta-feira.  No entanto, existe o investimento em passagens aéreas, plano de saúde, visto, moradia etc. 

Estudar no próprio país: cursos de inglês de qualidade não são baratos. Geralmente, o pacote contratado é de duas a quatro horas de aulas por semana. Contudo, não há despesas extras além do custo de deslocamento – se houver. 

Intercâmbio proporciona a oportunidade de fazer amizade com pessoas de varias nacionalidades e culturas diferentes; o que impulsiona o aprendizado do inglês

3. Distância da família e amigos

Intercâmbio: hoje em dia, grupos de amigos, casais, e famílias com crianças vão para Austrália com visto de estudante para cursar inglês ou outro curso. Se no seu caso será somente você o intercambista, o que significa ficar longe da família e amigos, a saudade vai bater, mas você terá a tecnologia para te ajudar a encurtar a distância. A gente falou nesse conteúdo aqui (texto 49, LINKAR) sobre conhecer novas pessoas durante o seu intercâmbio. Fazer novas conexões e amizades ajuda a preencher o vazio da saudade. 

Estudar no próprio país: você terá sua família e amigos por perto, além da sua casa, os conhecidos do bairro, seus objetos pessoais etc. Ter as pessoas que gostamos por perto é sempre bom e uma vantagem de se estudar no próprio país. No entanto, continuar no mesmo lugar pode significar perder a oportunidade de ter contato direto com novas culturas em um país diferente, o que consequentemente influenciará no desenvolvimento do novo idioma. 

4. Diferencial para o currículo

Intercâmbio: com certeza você adquirirá novas habilidades, as quais enriquecerão o seu currículo em termos de hard skills e soft skills. Você terá cursos internacionais concluídos – os quais lhe conferirão habilidades técnicas. E vai lidar com situações que exigirão adaptação, resiliência aos desafios, responsabilidade e autonomia, coragem para enfrentar o novo etc, conjunturas comportamentais valorizadas no mundo corporativo.

Estudar no próprio país: você agregará ao currículo habilidades técnicas por meio dos certificados obtidos no seu país, no entanto sem a diferenciação de serem internacionais. Por estar na sua zona de conforto, o grau de desenvolvimento de competências como inteligência emocional e relações interpessoais pode ser menor do que se estivesse vivenciando uma nova experiência de vida em outro lugar do mundo.  

5. Oportunidade de conhecer outro país e cultura

Intercâmbio: você tem a possibilidade de explorar cidades e regiões diferentes no novo país, além de conhecer países vizinhos. Na Austrália, por exemplo, é possível planejar viagens para a Indonésia, Tailândia e Nova Zelândia a um preço razoavelmente barato, já que são países próximos da terra dos cangurus.  

Estudar no próprio país: não existe essa possibilidade de correlacionar os estudos com a vivência em um novo país. No entanto, nada te impede de planejar viagens internacionais, nesse caso com custos totalmente separados dos estudos. 

E aí? Ficou mais claro se fazer intercâmbio para estudar inglês é a melhor opção para você? Se a resposta for sim, planeje o seu intercâmbio na Austrália com a Channel. Auxiliamos com roteiros de viagem, processos de aplicação de visto, recomendações de cidades, escolas e matrículas. Fale com a gente aqui.

Leave a comment

Translate »
Close Bitnami banner
Bitnami